Pesquisar este blog

Carregando...

Aprovado o acordo Microsoft com o Yahoo!


Os executivos de publicidade aprovaram a parceria entre Yahoo e Microsoft no mercado de buscas, anunciada nesta quarta-feira, esperando que ela ofereça aos anunciantes mais força contra o Google.

Eles afirmam que a parceria criará mais eficiência em atingir e rastrear audiências online no mercado mundial de publicidade vinculada a buscas, que movimenta cerca de US$ 30 bilhões ao ano em todo o mundo, por meio do que na prática representa uma fusão entre o segundo e terceiro colocados no mercado de buscas.

“Trata-se de algo extremamente encorajador e propicia mais equilíbrio nos mercados de publicidade online, tanto convencional quanto vinculada a buscas”, disse Sir Martin Sorrell, presidente-executivo do grupo publicitário britânico WPP. “É bom para os nossos clientes, nossas agências e as autoridades regulatórias.”

Sob o acordo anunciado na quarta-feira, a Microsoft fornecerá tecnologia de buscas aos sites do Yahoo e terá uma licença de 10 anos para integrar as tecnologias do Yahoo, com o objetivo de criar um concorrente mais poderoso para o líder de mercado Google.

Hoje em dia, por exemplo, uma agência de publicidade que trabalhe para, por exemplo, a Toyota Motor, pode procurar o Google, Yahoo ou Microsoft para fazer lances pela veiculação de anúncios em formato texto ao lado dos resultados do termo de busca “veículo híbrido”.

Os executivos publicitários afirmam que a união entre Yahoo e Microsoft oferecerá aos anunciantes uma alternativa mais forte ao Google, capaz de propiciar escala e o benefício de uma plataforma combinada.

De acordo com a comScore, o Google tem participação de 65% no mercado de buscas dos Estados Unidos, ante 19,6% para o Yahoo e 8,4% para a Microsoft.

“A corrida tripla será substituída por uma corrida dupla”, disse Randy Schwartz, diretor nacional de busca da Carat USA, segundo o qual o acordo propiciará concorrência mais forte em algumas categorias publicitárias se os clientes perceberem que agora estão atingindo as audiências de maneira mais efetiva por meio da Microsoft e Yahoo.

“São setores que podem ver valor comparável e encontrar tanto tráfego com uma busca no Yahoo quanto no Google”, disse ele.

Posted on terça-feira, agosto 04, 2009 by Raul Pedro and filed under | 0 Comments »

0 comentários:

Não Achou o que Procura Pesquise Aqui!

Pesquisa personalizada

Aviso Importante - Temos de Uso

Todos os links e Conteúdo que se encontram neste blog, estao hospedados na própria Internet, somente indicamos onde se encontra, não hospedamos nenhum arquivo,cd ou programas que seja de distribuiçao ilegal.
Qualquer arquivo protegido por algum tipo de lei deve permanecer, no máximo, 24 horas em seu computador.
Eles podem ser baixados apenas para Estudo, devendo o usuário apagá-lo ou compra-lo após 24 horas.
A aquisicao desses arquivos pela internet é de única e exclusiva responsabilidade do usuário.
Os donos, webmasters e qualquer outra pessoa que tenha relacionamento com a produção do blog nao tem responsabilidade alguma sobre os arquivos que o usuario venha a baixar e para que irá utiliza-los.
Termos de Uso
Os webmasters deste site, situados na url www.publicatudoinfo.blogspot.com ; seu servidor não são passíveis de serem processados judicialmente por causa de qualquer conteúdo publicado nessa página. Todos os arquivos contidos nessa página são com finalidade confidenciais e tem apenas fins de estudo e pesquisa, não podendo ser comercializado, reproduzido ou mesmo distribuído sem autorização dos respectivos titulares das obras originais.
Artigo 46 da legislação brasileira de direito autoral: III: A citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e a origem da obra.
Se você for usar qualquer arquivo desta página para qualquer outro fim, com exceção das finalidades originais, nós não somos responsáveis por suas ações ou qualquer resultado em conseqüência do uso deste site. Se você quiser usar um arquivo ou qualquer outro material baixado pelos links publicados neste site, você deve oficialmente comprá-lo após baixá-lo para testes, caso contrário, você provavelmente estará violando as leis de seu país.
Se você entrar neste site sem concordar com estes termos, você estará violando a cláusula 431.322.12 do ato da privacidade da internet assinado por Bill Clinton em 1995, quaisquer pessoas ou empresas que armazenam estes arquivos.